Harley-Davidson acelera estratégia para criar nova geração de riders

Para inspirar ainda mais pessoas em todo o mundo a experimentar a alegria de conduzir uma moto, a Harley-Davidson partilha hoje detalhes da sua estratégia de crescimento, até 2022, “More Roads to Harley-Davidson”.

Num mundo em rápida mudança, com novas exigências por parte do consumidor estas ações sustentam os objetivos da Harley-Davidson para 2027, com maior foco e investimento estratégico para revigorar o negócio nos EUA e, ao mesmo tempo, acelerar o ritmo de crescimento internacional.

O plano “More Roads to Harley-Davidson” é o resultado de uma avaliação abrangente, top-to-bottom, que incorpora uma perspetiva de “primeiro o cliente” e inclui:

– Novos Produtos – Manter os condutores atuais envolvidos e inspirar novos condutores mantendo a liderança no heavyweight e abrindo novos mercados e segmentos. São eles, o modelo Pan America que lhe mostramos nesta notícia com motor 1250 cc refrigerado por liquido e com disposição em V a 60º. A marca mostrou ainda uma Custom de 1250 e a una Streetfighter de 975cc.

– Acesso Mais Amplo – Chegar aos clientes onde quer que se encontrem e envolvê-los com uma experiência de retalho multicanal.
– Concessionários Mais Fortes – Impulsionar uma estrutura de desenvolvimento para melhorar a força financeira do concessionário e a experiência de cliente Harley-Davidson

 

Artigos relacionados

Krämer HKR EVO2, a monocílindrica em versão Zen

Imagine o leitor uma moto de 81 cv e apenas 125 kg? Existe e chama-se Krämer HKR EVO2, umam oto de competição com o já famoso motor monocílindrico KTM LC4 de 690 cc proveniente da 690 Duke.

Pneus Bridgestone com excelente desempenho nas 8 Horas de Suzuka

A equipa de competição Yamaha Factory #21 venceu pela quarta vez consecutiva as 8 Horas de Suzuka, após uma frente a frente feroz com a equipa Kawasaki Green #11 e a Red Bull Honda, em conjunto com os Correios do Japão #33.

Tubliss alia eficácia e comodidade na condução em todo-o-terreno

Com a chegada dos dias chuvosos e mais frios, surgem novos desafios na prática do todo-o-terreno.