Mário Patrão sobe três posições no Rali de Marrocos

Mário Patrão, piloto apoiado pelo Crédito Agrícola, disputou a segunda parte da etapa maratona ontem iniciada o que implicou ter sido ele próprio a fazer a habitual assistência à sua moto para além de ter pernoitado num acampamento montado para o efeito fora da cidade de Erfoud onde tem estado instalado o Bivouac.

O piloto de Seia apoiado pela GRAB&GO, que tem nesta participação no Rali de Marrocos mais uma importante etapa na sua preparação para o DAKAR 2019 que se irá disputar integralmente no Perú está também a fazer a primeira corrida com a KTM450RALLY que vai pilotar na mítica maratona sul-americana.

Foi com ela que Mário Patrão piloto apoiado pela BAHCO hoje subiu três posições na classificação geral, estando agora na 12º posição a escassos 12 segundos de Sam Sunderland, o vencedor do Dakar 2017 e a 1m26s de entrar para o Top 10 que é encerrado por Stefan Svitko o 2º classificado da edição de 2016 do Dakar.

“Ontem tivemos a etapa maratona, ou seja, sem assistência mecânica. Foram 2 dias muito intensos e confesso que hoje tive alguma dificuldade em chegar ao final da etapa dado o estado dos pneus, mas ainda assim não baixámos os braços e conseguimos alcançar o 14º lugar na etapa e por via disso subir três posições na classificação geral onde estamos agora na 12ª posição. Amanhã será outro dia de luta, agora é hora de preparar o próximo road book e preparar a moto para amanhã! Agradeço o apoio dos meus patrocinadores por estarem sempre ao meu lado”, salientou à chegada a Erfoud o piloto patrocinado pela BAU SOLUTIONS.

O Rallye du Maroc prossegue amanhã com a derradeira etapa. Pela frente estará uma jornada com 475 quilómetros na qual serão disputados dois troços cronometrados. Um com 128 km e outro com 70 km.

Mário Patrão (KTM)

Artigos relacionados

Peugeot Speedfight 4: o regresso ao passado

Todos sabemos como o mercado das “cinquentinhas” caiu muito há alguns anos, mas ainda existem várias propostas, e algumas delas bem atraentes.

Autódromo do Estoril recebe prova do campeonato nacional de velocidade

Após a paragem habitual durante o Verão, a caravana regressa ao circuito com maior historial no motociclismo luso para uma ronda que poderá ser muito importante quanto às contas do campeonato em diversas classes.

Cagiva regressa com motos elétricas

A Cagiva vai regressar em novembro ao mercado, mas apenas com propostas elétricas no portefólio.