Mais uma criação da Revival Cycles… um Sidecarcross

A Revival Cycles decidiu fazer qualquer coisa diferente. Desta vez um Sidecarcross, um trabalho pouco habitual e surpreendente que tem uma moto de base e depois foi transformada nesta moto diferente.

Debaixo da moto que vê nestas imagens encontramos uma Ducati ST4. Esta preparação foi inspirada nas corridas de sidecarcross, uma modalidade em que se corre com motos de motocross com um sidecar.

O processo começou por deixar a Ducati ST4 original, “nua” e começar a tarefa de desenhar e produzir o sidecar. A armação foi construída com barras de aço cromadas e em grande quantidade para que o piloto do sidecar tenha onde se agarrar.

A Revival Cycles mudou o radiador, o rfrigerador de óleo e a bateria para o sidecar para ganhar espaço na Ducati. Isto permitiu dispor de suficiente espaço para montar um forquilha com suspensão WP de 48 mm de uma KTM de forma a proporcionar uma boa capacidade de amortecimento. Atrás, foi montada uma suspensão da Ducati Monster com amortecedor da Öhlins.

As jantes são de 17” com pneus Metzeler Karoo 3 e um jogo de travões da Brembo. Os guarda-lamas são de uma Honda SL350, mas o depósito, a estrutura do sidecar e os tirante que sustentam o farol ou o painel do radiador foram feito de propósito para este modelo. O motor é o 916 cc de 4 válvulas DOHC com 107 cv e 89 Nm de binário.

Artigos relacionados

MV Agusta Superveloce 800 Serie Oro chega em março de 2020

A MV Agusta Superveloce foi uma das principais estrelas do Salão Internacional EICMA 2018, o que deixou todos surpreendidos no bom sentido, e com toda a razão. Foi uma estrela que promete chegar ao mercado já em 2020.

Já chegou às bancas a edição de abril da ‘Motos’

Já todos leram a edição de março da Motos? Esperamos que sim, pois acabámos de chegar com a de abril, mais uma vez repleta de novidades!

Oliveira Cup em Santo André com Tomás Alonso, Pedro Fragoso e Marco Mateiro no pódio

A segunda prova da época da Oliveira Cup decorreu no passado fim de semana em Santo André, com Tomás Alonso, Pedro Fragoso e Marco Mateiro a ocuparem os três primeiros lugares da classificação final MiniGP.