Dunlop Geomax MX33 é pneu ideal para superfícies mistas

Os pneus Dunlop Geomax são a escolha de vencedores de corridas no Campeonato do Mundo de Motocross da FIM (MXGP). Em 2017, pilotos de topo, como Shaun Simpson e Clement Desalle, escolheram a Dunlop para vencer corridas no MXGP.

O MXGP não é apenas um ambiente em que a Dunlop é vencedora, mas também onde a Dunlop desenvolve novas tecnologias.

No ano passado, a Dunlop testou novas tecnologias nas corridas de MXGP. Foi testado um desenho do piso melhorado, com barras de pressão entre os blocos dos ombros.

Esta solução, combinada com uma nova disposição dos blocos, proporciona uma maior resistência aos embates quando em circulação sobre piso duro intermédio. A Dunlop descobriu que esta resistência se deve, também, a um composto totalmente novo, com uma maior resistência aos cortes.

Ao incorporar tais tecnologias no Geomax MX33, a Dunlop criou um pneu com uma mais ampla gama de capacidades que o seu antecessor, o vencedor de corridas Geomax MX3S.

O Geomax MX33 possui uma performance otimizada em ambos os extremos do espetro de terrenos. Desta forma, e ao contrário do seu predecessor, mais focado em garantir aderência em condições de piso macio, o Geomax MX33 também se destaca em superfícies intermédias mais duras.

Tal foi concebido para conferir aos pilotos de competição uma vantagem em condições mistas, mas também proporciona aos pilotos de todo-o-terreno amadores um muito mais versátil pneu “multi-terrenos”.

O lançamento do Geomax MX33 confere à Dunlop uma completa oferta de pneus MX. O recentemente lançado MX12 é perfeito para condições de areia e neve, enquanto que o Geomax MX52 é um vencedor com provas dadas em condições de terreno intermédias e duras.

Geomax

Artigos relacionados

Bering Wave Mastic: o novo blusão da Salgados Moto

A Salgados Moto apresentou o blusão Bering Wave Mastic. Fica a conhecer as suas características, o P.V.P. e as cores/tamanho disponíveis.

Taça Yamaha YXZ1000R arranca este sábado em Góis

É já este sábado, dia 4 de março, que arranca, na Vila de Góis, distrito de Coimbra, mais uma temporada do campeonato Nacional de Todo-o-Terreno.

CMS Helmets: Este é o capacete GTRS 2.0

Quando a tecnologia presente nas corridas se encontra com o padrão de segurança na estrada para criar um capacete com um desempenho transcendente na utilização diária.