• Esta é a nova BMW R 1200 GS Rambler
  • Esta é a nova BMW R 1200 GS Rambler
  • Esta é a nova BMW R 1200 GS Rambler
  • Esta é a nova BMW R 1200 GS Rambler
  • Esta é a nova BMW R 1200 GS Rambler
  • Esta é a nova BMW R 1200 GS Rambler

Esta é a nova BMW R 1200 GS Rambler

A R 1200 GS Rambler é uma moto de aventura de 1200cc, super ligeira, motor boxer de refrigeração líquida e peso abaixo dos 200 Kg. O nome de código do modelo, K199, deu o mote ao objetivo final, para que o peso de 199 Kg a cheio não fosse ultrapassado. O resultado foi uma das mais leves conversões da R 1200 GS de sempre, uma interpretação moderna da BMW HP2.

A moto tem aspeto desportivo e que demonstra a proximidade entre os departamentos de touring e off road na Touratech. Não se trata meramente de um estudo teórico, mas sim um protótipo pronto a ser usado e com excelentes prestações fora de estrada, tal como o CEO da Touratech.

Herbert Schwarz testou exaustivamente nas paisagens deslumbrantes e únicas da Ilha de São Miguel nos Açores, onde foi feito também o vídeo oficial de apresentação da moto e que demonstra as capacidades técnicas e tecnológicas da equipa de desenvolvimento de produto da Touratech. A Rambler foi desenvolvida em total coordenação entre a Touratech e a BMW Motorrad, foram construídos dois protótipos nas cores de ambas as marcas, um em amarelo e preto e outro em azul, branco e vermelho. O desenho e os moldes em barro de moldar, foram executados pela TT-3D em Murnau, ao passo que os componentes técnicos foram fabricados pela Touratech em Niedereschach.

A Touratech usou um pequeno truque, a combinação do motor e caixa de uma R 1200 R Roadster, com a transmissão da GS, dando à Rambler uma resposta ainda mais direta e cheia de binário do boxer de 125 cavalos. Outra razão para o uso da ciclística da Roadster foi o facto deste modelo já usar de série uma suspensão frontal invertida.

Com a suspensão a cargo da Touratech Suspension, o boxer é extremamente estável, mesmo a velocidades elevadas. O recurso a materiais e tecnologias modernas como o tubo alumínio super leve conjugado com fibra de carbono das “carenagens” da moto e a bateria de iões de lítio que poupa muitos quilos à moto, baixando o peso do conjunto, comparado com a moto de origem, em quase 50 Kg, o que a torna incrivelmente ágil.

Depois de removidas as carenagens e todos os apoios e fixações que não eram necessárias, o quadro foi reforçado para o uso em todo o terreno. Foi montada uma caixa de filtro de ar em carbono e plástico reforçado (CFRP) e montadas barras de proteção. Por trás da caixa foi montado um depósito de combustível de alumínio de 16,2 litros, que também faz parte do subquadro. A capacidade total de combustível são 18 litros, pois há um depósito de plástico auxiliar, que contém a bomba de combustível, que leva mais 1,2 litros. O Banco é muito estreito, desenvolvido pela TT-3D, com um novo processo que não necessita de uma base, sendo por isso é muito leve.

Outra característica exclusiva da Rambler é o travão frontal, uma unidade leve e de mono disco, como nas motos de enduro, mas que tem na mesma o sistema ABS. Para levar sem problema a Rambler para terrenos de todo o tipo, o motor tem uma proteção em carbono feita à medida para a moto.

Modificações e materiais usados:
• Caixa de filtro de ar: fibra de carbono reforçada com plástico com filtro de ar original (Touratech / TT-3D)
• Carenagens: construção em tubo de alumínio (Touratech)
• Depósito: alumínio, paredes laterias rebaixadas, capacidade de 16,2L (Touratech / TT-3D)
• Bomba de combustível: num depósito de plástico separado (1.8 l) debaixo do depósito peincipal
• Banco: banco de enduro rally feito de espuma PU (Touratech / TT-3D)
• Quadro: removidas todas as montagens e fixações desnecessárias
• Subquadro traseiro: alumínio com estrutura de suporte parcial (Touratech)
• Guiador e bombas: Guiador Magura TX, bombas de travão e embraiagem leves e de alta performance (Magura HC3)
• Mesas de direcção: XTRIG feitas à medida
• Veio de direcção: alumínio tubular (Touratech)
• Travões: frente: 1 x disco de Ø 300 mm; trás: 1 x disco de Ø 276 mm
• Cabos de travão: malha de aço (Stahlflex)
• Suporte de matrícula e luzes traseiras: plástico (Touratech / TT-3D)
• Luz traseira: BMW R nineT
• Farol frontal: BMW G 450 X
• Piscas: BMW R 1200 GS
• Sistema de escape Enduro: em titânio e fibra de carbono reforçada a plástico, feito à medida pela Akrapovič
• Suporte da ponteira: alumínio (Touratech)
• Bateria: iões de lítio 12 V, 4.6 Ah
• Carenagem traseira: fibra de carbono reforçada a plástico (Touratech / TT-3D)
• Rodas: aros Haan Excel (feitas à medida) com pneus Metzler Karoo 3 frente: 21 x 2.15 – 90/90 R21, traseira: 17 x 4.24 com 150/70 R17.
• Proteção de motor: fibra de carbono reforçada a plástico (Touratech / TT-3D)
• Guarda lamas: fibra de carbono reforçada a plástico (Touratech / TT-3D)
• Suspensão traseira: amortecedor traseiro feito à medida Touratech Suspension (modelo Extreme com 200 mm de curso)
• Suspensão frontal: forquilha original BMW F 800 GS Adventure com interior Touratech Suspension Extreme (230 mm de curso)
• Poisa-pés: peseiras de titânio, suporte e proteção de alumínio

Veja as fotografias e o vídeo abaixo!

Artigos relacionados

Décimo sexto troféu Yamaha 2019 arranca já em março

No próximo dia 31 de março arranca o troféu Yamaha 2019. Fique a conhecer o calendário do campeonato nesta notícia.

BMW escolhe Dunlop para o regresso ao campeonato do mundo de resistência da FIM

A BMW confirmou que participará no Campeonato do Mundo de Resistência da FIM (EWC) com uma equipa oficial, fazendo uso da mais recente S1000 RR equipada com pneus Dunlop.

Paulo Gonçalves mantém 2.ª posição na geral mas afasta-se da liderança no Qatar

Paulo Gonçalves, segundo à partida para a terceira etapa do Qatar Cross Country Rally, manteve a segunda posição na classificação geral, apesar de ter protagonizado um dia difícil.