Luís Oliveira venceu ronda dupla do CFL 2019

Campeão em título da especialidade Luis Oliveira venceu este fim‑de‑semana a primeira ronda dupla do Campeonato Nacional de Enduro – CFL 2019. A prova realizada na Régua levou pela sexta vez o campeonato até á região, com pouco menos de meia centena de quilómetros desenhados pelo Natureza Extreme, clube anfitrião que mais uma vez acolheu junto ás margens do Douro o campeonato nacional.

Com um percurso selectivo e especiais técnicas, a prova revelou-se exigente para pilotos e máquinas desde o primeiro momento e numa ronda onde se notou a ausência de Rui Gonçalves – o vencedor da primeira prova do ano – era quase certa a subida de um novo nome á liderança do campeonato.

O primeiro dia ficou marcado pela rápida ascensão de Luis Oliveira ao comando da geral, mas não teve tarefa fácil o campeão nacional. O primeiro comandante do pelotão foi Diogo Vieira, que venceu a especial de abertura (Extreme), mas na seguinte foi Luis Oliveira quem venceu para ganhar uma vantagem superior a sete segundos face a Gonçalo Reis. A fechar a primeira volta era João Vivas quem vencia a primeira passagem na Cross Test, subindo ao terceiro posto por troca com Diogo Ventura, sem alterações nos dois primeiros lugares.

Na segunda volta Gonçalo Reis venceu duas especiais (Extreme e Cross Test), cabendo a João Vivas a vitória na Enduro Test. Luis Oliveira ficava com uma vantagem mais curta para Reis – inferior a seis segundos – com João Vivas a reforçar o degrau mais baixo do pódio. A fechar o dia e nas derradeiras três especiais, foram Gonçalo Reis, Luis Oliveira e João Vivas os mais rápidos pela mesma ordem, com Luis Oliveira a assinar a sua primeira vitória do ano com pouco mais de 13 segundo sobre Gonçalo Reis e 26 sobre João Vivas. Diogo Ventura foi o quarto na frente de Diogo Vieira.

No segundo dia de prova a caravana de 208 pilotos enfrentou novamente o mesmo percurso. Luis Oliveira abriu o dia ao vencer na Extreme Test, repetindo a receita na segunda e terceira especiais para fazer o pleno na primeira volta. No início da segunda volta DIogo Vieira respondeu para vencer a segunda passagem pela Extreme, mas logo de seguida veio a resposta de Oliveira com mais duas especiais ganhas.

Gonçalo Reis era o melhor na abertura da terceira e última volta, com resposta pronta de Luis Oliveira nas duas especiais de encerramento para concluir o dia com quase 35 segundos de vantagem sobre João Vivas, o segundo classificado na frente de Gonçalo Reis.
Luis Oliveira conseguiu assim a primeira ‘dobradinha’ do ano naquela que foi a primeira prova de dois dias do campeonato em 2019 com André Martins a vencer em ambos os dias na Open.

Artigos relacionados

Deltran: Apresentação e Gama 2017

Todos os carregadores da Deltran possuem um algoritmo que permite carregar qualquer bateria de acordo com o seu estado de conservação e com a quantidade de energia armazenada.

BMW S1000 RR Speed Metal

Apesar da RnineT ser uma das motos favoritas para realizar transformações, não foram as poucas as desportivas custom que encontramos ultimamente.

BMW mostra R 1200 GS com sistema de condução autónoma

A marca alemã mostrou uma R 1200 GS que conta com sistema de condução autónoma. Não é ficção científica, é realidade.