Oliveira empenhado em dia sim para Viñales

Após o segundo dia de testes oficiais de MotoGP no traçado de Sepang, na Malásia, o espanhol Maverick Viñales aos comandos da Yamaha Monster Energy foi o mais rápido da sessão e o único a conseguir rodar no segundo ’58, terminando o dia com a marca de 1:58.897.

O segundo classificado neste segundo dia de testes foi outro espanhol, Alex Rins com a sua Suzuki, e o terceiro mais veloz o irreverente Jack Miller aos comandos de uma Ducati da Pramac. Marc Marquez (Honda), que havia sido o mais rápido no primeiro dia de testes não conseguiu melhorar a marca do dia anterior e foi apenas o oitavo mais rápido, dois lugares atrás de Valentino Rossi (Yamaha).

Quanto a Miguel Oliveira, o jovem português realizou 61 voltas ao traçado malaio mas realizou o seu melhor tempo logo à sétima passagem, com a marca de 2:00.672, um tempo mais veloz que o do dia anterior mas desta vez suficiente para ser apenas o 20º mas rápido entre todos os pilotos.

Oliveira ficou atrás dos dois pilotos de fábrica da KTM, Johann Zarco e Pol Espargaro, e também do piloto de testes Mika Kallio, mas voltou a ser mais rápido que o seu colega de equipa na Tech 3, Hafizh Syahrin.

Foto: Red Bull KTM Tech 3

Foto: Red Bull KTM Tech 3

Artigos relacionados

MV Agusta Brutale 800 RR América é uma homenagem exclusiva

Ainda que a nova e potente Brulate 1000 Série Oro com os seus 205 CV será a grande protagonista da marca de Varese, não nos podemos esquecer da preciosa MV Agusta Brutale 800 RR América que presta homenagem à S America 750 de 1973.

António Maio quer renovar título de Campeão Nacional de todo-o-terreno em 2018

A equipa Yamaha Fino Motor Racing vai estar na largada da Baja TT do Pinhal, a qual se disputa nos dias 16 e 17 de março nas pistas de Oleiros, Proença-a-Nova e Sertã.

Montalegre consagra Thomas Chareyre como campeão do Mundo de Supermoto

O Circuito Internacional de Montalegre estreou-se, este fim de semana, entre a elite mundial do Supermoto. A pista barrosã afirmou-se como um palco de eleição para a Taça do Mundo FIM, que teve um pelotão de 25 pilotos internacionais.